Barco no MarSendo uma das primeiras formas de se buscar alimento, a caça e a pesca são práticas que fazem parte do comportamento humano desde seu princípio. O homem na pré-história não dominava as técnicas de plantio e muitos menos as técnicas de pecuárias que temos hoje. Com isso, eram nômades (que não têm residência fixa), ou seja, se abrigavam num lugar, aproveitavam os recursos da área e depois iam buscar outra moradia. Entre as formas de se explorar recursos de um local, estava a prática de caçar animais da região.

O período paleolítico foi de fundamental importância para o desenvolvimento da caça e da pesca: foi a época em que se descobriu o fogo e quando se começou a ter noção de construção de armas. A técnica de bater uma pedra com outra repetidamente fazia com que fosse possível criar objetos com ponta, cortantes. Com isso, as armas da época, e as que vieram depois com a evolução das armas de caça, ficaram cada vez mais eficientes. As primeiras usadas para capturar alimentos eram baseadas em pedras, paus e ossos de outros animais.

O tempo passou e, com a tecnologia da agropecuária e da pecuária, caçar e pescar não era mais necessidade (a não ser para comunidades indígenas isoladas da sociedade urbana). Mesmo assim esse hábito não morreu. Aliás, tem ganhado cada vez mais adeptos no mundo todo: a caça e a pesca esportiva. Baseia-se no ato da caçada pelo prazer que ela proporciona, segundo as tradições. Os motivos para essa atividade variam de lugar. No exterior por exemplo, essas atividades são bastante lucrativas e contam com o apoio popular.

O Brasil, apesar de ter grande potencial a ser explorado na pesca e na caça esportiva, ainda se mantém conservador a nessas questões. A prática não conta com apoio popular, o que dificulta seu rápido desenvolvimento.

Sendo esporte ou não, essas duas atividades já foram determinantes para que a raça humana sobrevivesse. A definição de caça, segundo alguns dicionários é: a perseguição de um animal a outro, geralmente com objetivo de abater. Já a de pescar é: apanhar peixe, capturar. Não se pode ignorar a importância dessas práticas para chegar ao estágio que estamos. Vale a pena saber mais sobre o assunto.

Curiosidade sobre a Caça e Pesca

  • Segundo a Associação Internacional de Pesca Esportiva dos Estados Unidos, o maior peixe capturado com vara foi um tubarão branco. O peixe pesava 1208 quilos e media 5,13 metros de comprimento. O responsável pela façanha foi Alf Dean, em 1959.
  • Os felinos são uma das categorias que melhor caçam: os representantes caçadores dessa família , por exemplo, são o leão, leopardo, onça ou guepardo. Dentre os felinos, o leão é o de mais força física e o guepardo é o mais rápido.
  • O maior peixe pescado num pesque-pague (locais que ocorrem a criação de peixes dentro de um lago para serem pescados. Tem-se a opção de pescar e soltar depois, ou se pode pagar por quilo de peixe pescado para levar para casa) foi capturado em Caldas Novas- GO. O peixe era um tambaqui de 37kg e 1,08 m de comprimento. O pescador se chamava Divino Vicente da Silva.
  • Existem animais que podem ser de grande ajuda na caça de outras espécies. O cachorro é um deles. Os chamados cães de caça têm um apurado olfato, capazes de rastrear outros seres a metros de distância.
  • O pirarucu é o maior peixe de água doce do Brasil. Também conhecido como bacalhau da Amazônia, é reconhecido com esse nome devido à união das palavras pira ( peixe na linguagem indígena) e urucum (vermelho na linguagem indígena). A associação acontece por sua calda ser da cor vermelha.
  • Dos animais africanos, o considerado mais difícil de ser caçado é o búfalo-africano. O animal tem uma carne muito saborosa, segundo algumas pessoas, e por isso é muito procurado pelos caçadores. A dificuldade é relatada em diversos depoimentos de ataques de búfalos à caçadores.
  • O maior peixe de água doce pescado ocorreu na Tailândia, na cidade de Chiang Khong. O peixe era um bagre de 292kg. Ele foi pescado por pesquisadores que estudavam a ameaça as espécies de peixes gigantes de água salgada.
Topo